Etapa Paranaense 201 metros – 06 e 07 de agosto 2016

Com as incertezas da manutenção do Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), a Força Livre, organizadora das provas de arrancada no local, realizou algumas alterações no calendário e mudou um pouco o formato da prova, passando a disputa de 402 para 201 metros. Apesar da menor distância, a prova foi bastante disputada. Confira nas imagens abaixo o que aconteceu por lá:

Cold Hard Art: Transformando peças em arte

Para nós, amantes de motores a combustão interna, algumas peças são verdadeiras obras de arte da engenharia. O norte americano Tom Michael Patsis levou isso muito a sério quando resolveu sair de seu emprego, onde era mecânico há 6 anos da equipe de Don Schumacher Racing, uma das melhores equipes de arrancada do mundo. Junto de sua esposa, Tom criou a Cold Hard Art e as matérias-primas para sua arte são peças de motores de carros e motos. Com isso ele constrói troféus, miniaturas, vasos de flores, portas-canetas e até réplicas de monumentos históricos. Confira essa seleção que fizemos mostrando um pouco do belo trabalho de Tom:

13879298_10153799103681149_6134898877092577711_n

1381861_10207083795766541_7625578301554923193_n 1914917_10207212690628832_3263378173198879142_n 1928856_10207078230387410_1966142986630058599_n

11224409_10206859972411097_9184338784135652307_n

12193661_10206811168231023_1733754248924353684_n 12227820_10206850547775487_7838513900370539605_n 12274722_10206864301959333_2074469516390501704_n

12301755_10206969115019594_3348112110535971286_n

12316474_10207007244012795_5131193979122719969_n

12347713_10207016578966163_9064666852067946296_n

12366372_10207045254803041_171115820528558218_n 12495166_10207223711144338_8157494131391728798_n

12644830_10207314605456639_1702922500170437911_n

12654563_10207346347730176_3202428760691349581_n

12715511_10207396638307409_5430982722419429283_n

12745938_10207383971230740_4995437357317984834_n

13585014_10153752173971149_3948335879234355975_o

13599992_10153752183026149_4813105422482991217_n

13603442_10153752183981149_3400862638092362460_o

13612257_10153752183761149_8929671833307261303_n

13627166_10153760378371149_5584548975271384073_n

13645190_10153792261921149_2595879783478000641_n

13680792_10153760509031149_6908418592559356110_n

13718747_10153772368696149_8658343197666144972_n

13754130_10153776236351149_6392302651000970867_n

13782009_10153785464766149_4911959098417491345_n
13895081_10153800771051149_8457416832569389079_n

13900217_10153800777131149_7012912386530178188_n

Conheça mais o trabalho da Cold Hard Art: https://www.facebook.com/cold.hard.art

2ª Etapa Campeonato Arena Race 2016

A pista de 201 metros localizada em Uberlândia (MG), sediou a 2ª Etapa Campeonato Arena Race 2016, que foi um grande sucesso, com muitos pilotos/equipes de outros estados que vieram conhecer a pista e se impressionaram com a estrutura do local. Uma prova dessa qualidade são os 13 recordes que foram pulverizados, alguns deles a nível nacional! Entre eles está o tempo de 7s054 obtido pelo piloto Rogério Bernardi da equipe parceira Teruo Motorsport pela categoria Turbo C que conta com diversos produtos SPA Turbo em seu carro.

DSC_0290

IMG_20160731_184721798

Vej ao vídeo da puxada do recorde:

O DTC #1322 utiliza:

Coletor turbo monofluxo T3 “L”: http://bit.ly/1dvbGVQ

Biela Super A 144 V2: http://bit.ly/1cxkEBE

Prisioneiro de cabeçote 118mm: http://bit.ly/2aSszNQ

Polias SPA: http://bit.ly/1U4qMRf

Mangueiras de pressurização SPA: http://bit.ly/1T0BDfg

Dosador de combustível SPA: http://bit.ly/1NrZD8M

Cabo de vela de silicone 10,4mm: http://bit.ly/1jNP0nF

Confira abaixo essas imagens do que rolou por lá:

3ª Etapa Copa Força Livre de Arrancada 2016 (vídeos)

Durante a 3ª Etapa Copa Força Livre de Arrancada 2016 realizada nos dias 11 e 12 de junho no Autódromo Internacional de Curitiba, dois pilotos/equipes parceiras se destacam. Confira vídeos com ângulos exclusivos das puxadas:

Piloto: Filipe Sturion

Equipe: Serginho Motorstreet

Carro: Chevette AP 8V

Categoria: Traseira Turbo – B (TT-B)

Recorde: 8s794

Piloto:  Rogério “Pé” Bernardi

Equipe: Teruo Motorsport

Carro: Gol G4 AP 8V

Categoria: Dianteira Turbo – C (DT-C)

Recorde: 11s019

3ª Etapa da Copa Força Livre de Arrancada 2016

O frio afastou o publico e os competidores da reta de 402 metros do AIC (Autódromo Internacional de Curitiba), mas quem enfrentou as baixas temperaturas da capital paranaense não se arrependeu, pois as disputas esquentaram o final de semana e, inclusive, dois recordes foram batidos:

Traseira Original: Pela TO o piloto Israel Fontanella da equipe Julieta Competições baixou ainda mais o recorde da categoria que com o tempo de 10s1.

DSC_3941

DSC_4860

DSC_4283

Traseira Turbo B: Pela TT-B o piloto Filipe Sturion da equipe parceira Serginho Motorstreet com seu Chevette AP 8V e que utiliza diversos componentes SPA Turbo, como Bielas Super A, junta de cabeçote, prisioneiros, blow-off X-Flow, polias, mangueiras, entre outros componentes, baixou ainda mais o recorde da categoria, que já pertencia a ele, com 8s794@260km/h e protagonizou belas disputas com carros vindos de outros estados.

DSC_5112

DSC_5116

DSC_4790

DSC_4090

Confira abaixo imagens do que rolou na pista:

2ª Etapa Campeonato Amazonense de Arrancada 2016

A 2ª Etapa Campeonato Amazonense de Arrancada 2016 foi realizada na reta de 402 metros do Amazonas Dragway localizada no município de Iranduba, próximo a Manaus. A pista possui excelente estrutura para os pilotos e equipes e graças ao ótimo grip contou até com um recorde nacional. Pela categoria Drag Light o piloto Juliano Bento da equipe Grid Race Team alcançou o tempo de 6S424. Uma presenta especial foi a do ex-piloto de Fórmula 1 Antonio Pizzonia, que acelerou com uma Mercedes AMG com preparação leve. Veja um pouco do que rolou na reta:

2ª ETAPA VELOPARK SERIES DE ARRANCADA 2016

Alguns dos carros mais rápidos do Brasil estavam na reta do Velopark, localizada em Nova Santa Rita (RS), para a 2ª Etapa Velopark Series de Arrancada 2016, mas a chuva atrapalhou a conclusão da etapa, que não teve todas suas baterias concluídas. Mas mesmo assim, bons tempos foram registrados na reta de 402m e trazemos belas imagens para você do que rolou por lá:

NF8_0615

NF8_0330

NF8_0304

Fotos: Joni Goularte – Nafoto8.com

Um posto de combustíveis na sua garagem

Para a grande maioria das pessoas, ir até um posto de combustíveis abastecer o tanque do carro não é nenhum sacrifício, inclusive para alguns é uma oportunidade de dar aquela voltinha com o carro preparado, mas ao menos nos EUA, é cada vez maior o número de pessoas que preferem que o combustível vá até elas.

O serviço de entrega de combustível em casa vem se popularizado em algumas cidades dos EUA nos últimos meses, como por exemplo, São Francisco, Los Angeles, Palo Alto, Nashville, Tennessee e Atlanta, Georgia, graças a empresas como a Filld, WeFuel, Yoshi, Purple e Booster Fuels. Segundo estudos, este segmento já gera cerca de 500 bilhões de dólares anualmente.

uber_gasolina

Através de um aplicativo para smartphones, o cliente pode efetuar um chamado (periódico ou não com no mínimo com 1 hora de antecedência), e na hora marcada, a empresa desloca-se para fazer o abastecimento do carro. O combustível é armazenado em um pequeno caminhão tanque devidamente equipado com dois extintores de incêndio, baldes com produtos destinados a absorver vazamentos, cones de trânsito e uma impressora para a impressão de faturas.

O serviço está crescendo nos EUA, e como tal, as empresas estão se aprimorando para corresponder à procura crescente pelo serviço. A Purple, por exemplo, já tem uma frota com mais de 80 veículos, e a WeFuel está desenvolvendo uma tecnologia que permite à empresa saber quando o tanque do veículo de seus clientes entra na reserva.

Já a Booster Fuels (nas imagens) tem um fundo de investimento de mais de 10 milhões de euros e caminhões com 4.000L de capacidade (cada um).

uber_gasolina_2

Ao contrário do que possamos imaginar, o serviço não cobra caro pela comodidade. Por cada abastecimento estas empresas cobram somente uma taxa de 5 dólares, e como não existem os altos custos de manutenção de um posto fixo, o preço do combustível por litro praticado é abaixo dos postos convencionais.

O sucesso do segmento levanta algumas polêmicas e questões legais relacionadas a segurança do transporte de combustível. Para Jonathan Baxter, representante dos Bombeiros de São Francisco, o transporte de combustível é extremamente perigoso e causa riscos aos profissionais e clientes.

Já para Daniel Curry, representante dos Bombeiros de Los Angeles, é mais prudente: “Estamos equacionando de que forma o serviço poderá ser permitido com algumas restrições… É uma daquelas coisas que ainda ninguém pensou – tal como aconteceu com o Uber. O que posso dizer é que segundo a nossa legislação atual, essa prática não é permitida”.

E você, o que acha dessa novidade?