Gol aspirado DS #22 com cabeçote X-Flow

Para quem pensa que a Arrancada no Brasil se restringe ao eixo sul/sudeste, muito se engana! No nordeste existem diversos entusiastas, oficinas e lojas de preparação que trabalham diariamente para construir carros cada vez mais rápidos. Um desses caras é Fabio Augusto, piloto da equipe Só Peças Race Team, que comanda o Gol #22 da categoria Dianteira Super. O carro, que é montado pela oficina Exclusive Motorsport, de Foz do Iguaçu (45 9925-4225), chefiada pelo preparador Darlan, que nos conta sobre o carro: “Apesar de ainda estar trabalhando no desenvolvimento do carro, já percebemos resultados animadores. Mesmo usando apenas 60% da capacidade que temos de óxido nitroso, já obtivemos resultados muito expressivos”. Durante a 1ª Etapa Campeonato Maranhense de Arrancada 2017 (saiba mais AQUI), o DS #22 faturou a primeira colocação da categoria, com o tempo de 6s737 na pista de 201m do Ilha Race, mesmo disputando com motores 16V. Um motor VW AP 2.200 aspirado nitro equipado com cabeçote 8V X-Flow SPA Turbo, extensamente preparado pela equipe da Exclusive, que resultou em ganhos expressivos, que fazem toda diferença, principalmente em se tratando de motores aspirados, onde cada cavalo conta muito. “Fiquei impressionado não só com o rendimento, mas também com a durabilidade do cabeçote X-Flow, pois mesmo com todos os retrabalhos que fizemos, com uso de válvulas gigantes e trabalhos nos dutos, não foi necessário nenhum recorço ou solda”, conta Darlan. Confira abaixo detalhes do DS #22:

Saiba mais sobre o cabeçote X-Flow SPA Turbo clicando AQUI.

Teste comparativo: Parafuso de biela SPA TURBO 7/16 X ARP 2000 X ARP L19

Fizemos um teste de resistência para comprovar a eficiência dos parafusos de biela SPA 7/16″ que equipam as bielas SPA TURBO que suportam até 1.200cv. Para comprovar a eficácia comparamos com os consagrados parafusos da renomada marca americana ARP, líder mundial no segmento. Confira no vídeo abaixo os resultados do teste:

Monofluxo x pulsativo

A escolha da turbina/coletor de escape em um projeto vai muito além do tamanho (A/R) da carcaça, diâmetro e quantidade de pás do eixo e construção do coletor (tubular ou de ferro fundido). Existe um importante fator que ainda é pouco explorado pelos preparadores e entusiastas no Brasil mas que pode colaborar muito para o desempenho do motor: a utilização carcaças quentes de duplo fluxo, ou pulsativas, como também são conhecidas.

caixa-quente-pulsativa-spa-a-r-70-t3-eixo-52mm-cbbxqs70d02

Para explicar as diferenças e benefícios desta aplicação é necessária uma breve introdução sobre o funcionamento dos motores ciclo Otto. Os motores a combustão interna são máquinas que transformam energia térmica obtida na combustão em energia mecânica capaz de movimentar o veículo. Esse processo ocorre em 4 ciclos, chamados de tempos, que são: admissão, compressão, combustão e exaustão. Durante o funcionamento do motor, cada cilindro realiza um ciclo diferente. Usando como exemplo um teórico motor 4 cilindros com ordem de ignição 1-3-4-2, o cilindro número 1 estaria no ciclo de combustão e o cilindro número 4 se encontraria no ciclo de admissão, ou seja, ambos indo em direção ao ponto morto inferior (descendo nas camisas), portanto são chamados de cilindros gêmeos, enquanto o cilindro número 3 estaria no ciclo de compressão e por fim o cilindro número 2 se encontraria no tempo de exaustão, ambos indo em direção ao ponto morto superior (subindo nas camisas), e por estarem fazendo um movimento igual também são chamados de cilindros gêmeos.

motor

Em um turbo com sistema monofluxo, que é o mais comumente encontrado no mercado brasileiro, os gases do escape de todos os cilindros são direcionados para um único duto do coletor de escape e de lá seguem para a carcaça quente. Isso faz com que os gases de cilindros que estejam em ciclos completamente distintos se misturem durante o cruzamento de válvulas (momento em que as válvulas de admissão e escape estão abertas ao mesmo tempo), interferindo na lavagem de cilindros, que é a total expulsão dos gases de escape antes da entrada da mistura ar/combustível vinda da admissão e vice-versa.

fluxocolmono

cxqtemono01
cx040-2

Já nos sistemas de duplo fluxo, os dutos do coletor de escape dos cilindros gêmeos são unidos e separados dos demais. Além de garantir que os gases dos cilindros que estejam em ciclos completamente diferentes se misturem, o uso de coletor e turbina pulsativos também possibilita a utilização de turbinas com maiores dimensões sem aumento do turbo lag (tempo que a turbina demora para encher e entregar potência), já que a construção dos componentes de duplo fluxo facilita a antecipação do enchimento da turbina, pois como a carcaça é dividida em duas, a área que os gases tem que preencher é menor e são necessários menos gases para encher os dutos, que impulsionarão o eixo da turbina mais cedo e com mais linearidade, garantindo uma boa pegada em giros mais baixos mesmo em turbinas com maiores dimensões se comparado a conjuntos monofluxo. Outro importante ganho é na diminuição da temperatura nas câmaras de combustão, com uma melhor lavagem dos cilindros e de quebra, a diminuição de um dos maiores vilões dos motores turbo comprimidos, o temido back pressure, que é a contrapressão no escape.

fluxocolpuls cxqteduplo02 cxqteduplo01

CBBXQS58Dlado1-todas

Para comprovar na prática os benefícios do uso de coletor e turbina pulsativos, a SPA Turbo foi até Limeira, cidade do interior de SP onde fica localizada a oficina Rápidos, e passou no dinamômetro um Golf GTi com diversos upgrades. Equipado com um coletor de escape monofluxo SPA TMA03 e turbo Garret GT3071R com carcaça quente .63 também monofluxo, o motor 1.8 rendeu 455.2 cv. Após a substituição do coletor de escape por um SPA TMA05 duplo fluxo a carcaça quente da turbina foi substituída por uma SPA .70 pulsativa e outra passada no dinamômetro foi realizada nas mesmas condições e o resultado só confirmou as expectativas: 473.9 cv. O chefe de engenharia de produtos da SPA Turbo Fabio Felix Pascoal, nos conta um pouco sobre os resultados do teste: “Estávamos confiantes sobre os ganhos com o conjunto pulsativo, mas o resultado foi ainda mais surpreendente. Em alta rotação o ganho de potencia já era esperado, principalmente pelo aumento do tamanho da carcaça quente, mas além do ganho, a potência máxima foi atingida mais cedo. Mas o mais interessante foi o resultado em baixas rotações, que ultrapassou os 35 cv em determinadas rotações, sendo que a turbina acordou mais cedo, o que em um carro de rua faz muita diferença”.

tma03 (1)

TMA05_(1)

Este teste desmistifica a lenda de que conjuntos pulsativos só devem ser utilizadas em turbinas gigantes ou em carros de competição, e mostra que os ganhos que esta aplicação trazem estão ao alcance de qualquer entusiasta da alta performance.

Conheça mais sobre o coletor TMA05 clicando AQUI.

Acesse AQUI e confira as opções de caixas quentes monofluxo e pulsativas.

Nova SPA509C no Festival Força Livre de Arrancada

O DES #388 do piloto Sidney dos Santos Junior, equipe Bimba Preparações, que possui toda a configuração mecânica de um Turbo C, mas ao invés de um carburador, que é obrigatório na categoria de entrada dos tração dianteira turbo, Sidney utiliza injeção eletrônica e o lançamento da SPA: a nova Turbina SPA 509C, com o novo eixo de 9 pás, ficou com a 8ª colocação entre 33 carros durante o 22º Festival Força Livre de Arrancada.

A SPA509 nasceu de estudos de tecnologia e engenharia, que resultaram em diversas variações desenho de eixos e rotores do turbocompressor, que foram desenvolvidos com exaustivos testes de desempenho, realizados em nossos dinamômetros e aplicados em carros de rua e pista de nossos parceiros para garantir sua eficiência.

O novo design exclusivo aliado a combinação de 9 pás no rotor da turbina, foi capaz de oferecer um substancial aumento de potencia e menor contra pressão no escape sem perder a “pegada” do turbo em baixas rotações, quando comparado aos nossos concorrentes, com eixo e rotores com dimensões idênticas, mas com desenhos mais antigos.

A SPA509 chega para oferecer um desempenho inigualável comparado aos concorrentes do mercado, maior eficiência, menor turbo lag. Conheça mais sobre essa novidade clicando AQUI.

Em testes no dinamômetro vieram nada menos que 446cv com 1,9 bar de pressão no motor do DES #388.

8 Lugar Desafio 201- SIDNEY DOS SANTOS JUNIOR_logo

IMG_2380_logo

IMG_2381_logo

 

BBSPA509CN-turbina-50-spa-509-t3-com-refluxo-novo-eixo-9-p-s-49-5mm-rotor-46-75mm-diversas-op-es-de-caixa-quente-bbspa509

 

 

 

Toyota apresenta carro movido a lixo

O dia 21 de outubro de 2015 marca a data onde o então adolescente Marty McFly, interpretado por Michael J. Fox e o Dr. Emmett Brown, interpretado por Christopher Lloyd, chegaram ao futuro na cidade de Hill Valley no Filme de Volta para o Futuro. Muitas das coisas vistas no futuro imaginado pelo diretor Robert Zemeckis não viraram realidade, como por exemplo, os carros e skates voadores, robôs frentistas, entre outras coisas. Mas uma dessas previsões, que era de carros movidos a lixo, pode virar realidade com a apresentação do Toyota Mirai.

20151015-back2015

O Mirai, que em japonês significa futuro, possui uma célula de combustível que combina hidrogênio obtido do lixo com oxigênio, gerando água e eletricidade. Armazenada em uma bateria, a eletricidade faz o carro rodar até 480km com um tanque de hidrogênio. O reabastecimento é feito em apenas 5 minutos, e ao invés de fumaça o escapamento solta apenas vapor d’água.

2016_Toyota_Mirai

2-large

Assista o vídeo produzido pela Toyota que contou com a participação dos atores originais da série e mostra o Mirai como substituto do DeLorean.

Se essa tecnologia se tornará popular ainda não sabemos, mas a Toyota mostrou que Robert Zemeckis não estava tão errado assim.

Teste na pista do novo cabeçote SPA Turbo X-Flow

A SPA Turbo mais uma vez inova o mundo da alta performance e está  prestes a lançar no mercado um produto exclusivo. Após anos de projeto e desenvolvimento junto aos melhores e mais conceituados preparadores de cabeçote do Brasil (Paula Faria, Stumpf Cabeçotes, Dudu Cabeçotes, Auto Plus, Ruan Ibanez JIG Motores, VRC Cabeçotes, Elísio Casado Competições, Peninha Street, Troyano Heads…), além de testes em dinamômetro de bancada e banco de fluxo, nasceu o cabeçote SPA X-Flow para motor VW AP.

IMAGEM1_MD

IMAGEM2_MD
DSCN1337_MD DSCN1338_MD DSCN1341_MD DSCN1346_MD

Em parceria com a conceituada oficina paulista WMS Motorsport, do preparador Alisson Maiello, o novo cabeçote SPA X-Flow foi instalado no Gol quadrado do piloto Hércules Saran que compete em diversas provas, como o Drag Race em Interlagos. Em sua estreia, o cabeçote SPA X-Flow surpreendeu e mesmo com apenas 3 puxadas o piloto bateu seu recorde pessoal com o tempo de 7s0, conquistando a 1ª colocação no primeiro 1º Drag Racing Day  realizado em Piracicaba (veja vídeo). Alisson nos conta as impressões do novo cabeçote: “Andamos com baixa pressão de turbo, apenas 1,6 kg e mesmo com uma turbina grande (GTX4294R) para um 8V, o desempenho surpreendeu  esse tempo deve baixar muito mais”.

0035

11887950_847597695356246_4446811764438540433_n

Ainda esse mês, o carro será levado para o dinamômetro de rolo para mais testes e comparações. Fique ligado em nosso blog, pois em breve teremos mais novidades a respeito deste lançamento que promete revolucionar o mercado da alta performance.

A4_P01_BRASIL

 

Além do cabeçote SPA X-Flow, o Gol de Hércules também utiliza os seguintes componentes SPA Turbo:

Pistões forjados SPA Super A

Bielas forjadas SPA Super A

Prisioneiros de cabeçote SPA

Capa de turbina SPA Prime Series

Fita térmica SPA Titanium

Comando de válvulas SPA

O lançamento oficial do cabeçote SPA X-Flow está previsto para 2016.